quarta-feira, 25 de maio de 2016

Wearables: Uma tendência sem volta

Salve nerdaiada !!! Tudo bem?

Vamos começar esse post da forma mais previsível possível, com a definição de Weareble pela Wikipedia Brasileira:

"O termo “computação vestível” ou "tecnologia vestível" se refere a uma nova abordagem de computação, redefinindo a interação humano-máquina, onde os gadgets estão diretamente conectados com usuário, em termos gerais, o usuário estaria “vestindo seu gadget”. Os aparelhos vestíveis tem a intenção de tornar o usuário o mais “passivo” possível, focando no próprio ser humano e nas suas necessidades. Computação Vestível é freqüentemente relacionada com a Internet das Coisas. O mercado de computação 'vestível' deve alcançar US$ 19 bilhões em 2018..."


Pois bem... vamos falar especificamente de um segmento de wearable: eu comprei um smartwatch, mas especificamente um relógio da Pebble. Aí você fala: "Nossa, você comprou um relógio para ficar conectado direto na internet ? justo você que meteu o pau nessas coisas ?"

Sim, eu mesmo... comprei e digo: Foi a melhor compra de gadgets que fiz nos últimos 5 anos talvez. Para quem não sabe, eu sou uma pessoa que gosta muito de relogios, tenho mais de uma dezena.

E o que me levou a comprar um smartwatch e especificamente da marca Pebble ? Alguns fatores. Um deles foi que até hoje é a campanha de maior sucesso no kickstarter. Eles tinham como meta $500,000 e arrecadaram nada mais nada menos do que $20,338,986, isso mesmo que você está lendo, 40.67 vezes a mais do que pediram.



Eu acompanhei a época desse financiamento e meu cu caiu da bunda meu queixo caiu. Depois que foram entregue os relógios eu acompanhei os reviews no youtube, as opiniões, queixas e etc e deixei ele em um segundo plano... mas no radar.

Mas chegou um dia que eu estava em NY (me julguem) e vi um cara pagando o café com o relógio, sem colocar a mão em dinheiro ou mostrar o telefone no leitor da loja e pensei "que legal isso" e fui pesquisar quais dispositivos suportavam isso, porque achei muito interessante a ideia. E para a minha surpresa, oficialmente apenas o Apple Watch e o Samsung Gear tinham o aplicativo da Starbucks e os dois aparelhos são MUITO caros para meu bolso. Porém toda via entretanto um desenvolvedor fez um aplicativo que rodava em praticamente qualquer dispositivo que tivesse uma tela e conseguisse exibir um código de barras e entre eles estava o Pebble.

"Mas Julio, comprou um smartwatch para comprar café ?" hummmmmmmm... digamos que ajudou, mas voltei a pesquisar sobre o Pebble e vi que adicionaram uma dezena de funções nele com atualização do software que fizeram o bichinho do consumismo gritar novamente na minha cabeça.

Entre os aplicativos que mais me chamaram a atenção foram o controlador de sono, controlador de exercícios (já que sou um cara semi saudável agora) e o aplicativo da Über para o cara. E enquanto eu pesquisava sobre o relógio mais profundamente, meu amigo Israel Nobre - @IzzyNobre , comprou o Pebble Time Steel e fez o seguinte video:


Tem um review que ele fez também no HBDia.com

Ele conseguiu resumir bem e de uma forma bem clara o que o aparelho fazia e qual era a necessidade dele ao procurar um smartwatch e casava muito com o que EU estava procurando. Aí eu fiquei doido. Chamei ele no telegram, perguntei se realmente era tudo aquilo que ele falava e ele conseguiu me convencer mais ainda :)

Aí começou a minha saga de correr atrás para comprar um. No site oficial, que entregam no Brasil, o valor era de $149,99. Um valor até que baixo se comparado com um Apple Watch ou um Samsung Gear 2, mas tinha o problema da nossa amada e idolatrada Receita Federal, que está taxando até envelope vazio, resolvi procurar pelo mercado livre ou pedir para alguém trazer de fora para mim quando viajar.

Fui para a opção de comprar no ML, porque eu estava vendendo um 3DS XL no ML e com o dinheiro da venda pagaria uma parte considerável do aparelho comprado em terras tupiniquins. E foi o que aconteceu, achei um cara que não curtiu o relógio e estava vendendo até que relativamente barato e com uma pulseira de metal a mais. Tudo em perfeitas condições, caixas e manuais.

Pebble Time Steel comprado no ML



Foi um "sucesso", estava usando o iPhone na época ainda e muitas das funções do relógio não funcionaram por causa da limitação da nossa querida Apple. Mas isso foi resolvido quando troquei de celular.

E digo para vocês o seguinte: Depois que comecei a usar o relógio eu deixei de lado algumas manias que me irritavam e irritavam algumas pessoas. E adivinha qual é a pior delas ? Isso mesmo, ficar toda hora puxando o celular do bolso para ver qual notificação chegou ou se teve alguma notificação que não percebi.

Com o Pebble, eu deixo o meu celular no não perturbe 24hrs por dia, muitas vezes dentro da mochila, no bolso da calça ou carregando dentro da gaveta em casa, porque eu configurei as notificações para apenas aquelas que eu realmente acho importantes e que eu preciso ver quando elas chegam, como ligações, mensagem do chefe, da patroa, nudes algumas mensagens do whatsapp/telegram e por aí vai. Só o fato de eu nao ficar o tempo todo com o celular na mesa durante um almoço ou o jantar com a patroa, já fizeram eu escapar de algumas broncas :)

Uma função que tenho usado muito é a função "health"do aparelho, onde ele me mostra a minha atividade física diária, a distancia percorrida e o que mais me impressionou e que estou gostando: horas e qualidade do meu sono.

Horas de sono

Passos diários
Hoje por exemplo, fui dormir tarde e acordei muito cedo, o relógio já joga na cara que estou sonolento.

Sonolento ? sim, estou

E tudo isso ele sincroniza com o Google Fit, que me mostra mais diversos itens que eu nem imaginava que eu estava fazendo de errado ou certo. Um serviço incrível... mande os parabéns para o povo que desenvolveu isso +Eri Bastos :-D

Outra função incrível é o despertador silencioso e inteligente dele. Você acordar com uma vibração no pulso é muito mais agradável do que um barulho chato de celular ou de despertador normal, além de não acordar a patroa quando acordo cedo para ir andar de skate aos finais de semana por exemplo.

Aí vocês podem estar se perguntando: Ué, o relógio quadrado se transformou em um redondo ? SIM... viajei a trabalho para Orlando, fui em uma BestBuy para comprar pulseiras adicionais para o Pebble Time Steel e acabei saindo de lá sem a pulseira, mas com um Pebble Time Round, ultimo modelo da Pebble. Muito mais fino, rápido e leve.




Quer dizer "ultimo modelo né", demorei tanto para terminar esse post que ontem, dia 24/05/2016, a Pebble lançou no kickstarter dois novos modelos que foram financiados em menos de 1 hora. Um milhão em menos de uma hora.


E já está em 6 milhões de dólares... tem tudo para bater a primeira versão que chegou a 20. As diferenças desse modelo novo estão me fazendo coçar o dedo em comprar mais um relógio e mais desejada é a função de monitoramento cardíaco em tempo real, coisa que nos modelos atuais só é possível através de um addon vendido a parte por uma empresa terceira. Vamos ver se consigo resistir (duvido) a esse novo modelo do relógio :)

Uma dica que dou é: compre um smartwatch ou uma smartband, não precisa ter as frescuras do Apple Watch ou do Samsung Gear. O Pebble ou um FitBit já é MUITO bom e os dois tem praticamente as mesmas funções (fitbit já tem monitor cardíaco), você vai conseguir fazer coisas e ter um pouco mais de qualidade de vida que você nem imaginava.

Links uteis:

Pebble.com
Kickstarter do novo Pebble 2 e Pebble Time 2
Relogios da Fitbit
Lista dos melhores aplicativos para o Pebble
Review que o Izzy fez no HBDia.com



2 comentários:

Renato disse...

Cara eu tô usando uma band da Xiaomi que só tem uns leds, conta passos e sono e já acho massa. Imagine um relógio com uma tela. Já tá algum tempo na minha lista de gadgets, só esperando a próxima viagem. :)

Julio Cesar Mauro disse...

Olha, sou suspeito para falar, mas eu tô gostando muito e não consigo ver por enquanto eu sair sem relógio