sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Conexão 3G no Brasil. Vale realmente a pena ?


Finalmente depois de um longo tempo sem atualização nesse blog que é acessado por milhares de pessoas, hoje teremos uma atualização. E isso graças a uma conexão 3G. Estava a mais de 20 dias sem conexão de internet no cliente e isso estava trazendo diversos problemas... falei com as pessoas certas e consegui uma conexão 3G, pois ver email com dial-up hoje em dia é impossivél.

Bom, mas vamos ao que interessa... conexão 3G

MODEM

Bom, não tenho nem o que falar do modem, é um Sony Ericsson, modelo MD300, parecido com um pendrive. Você espeta ele na USB e ele já pede para fazer a instalação do software (WINDOWS, não testei no Linux ainda). Após a instalação do software da Sony ele reconheçe o modem, o leitor de cartão e um PENDRIVE de 200MB (uia!).

Ele é cheio de frescurinhas, fica piscando conforme o sinal recebido e etc etc etc... simples e funcional, como todo telefone da Sony. 

Nota 10.

SOFTWARE


O Software é bem simples, aparece o sinal, a rede que esta conectado, tempo e mais nada... como um software deve ser. E quando minimiza ele ele fica do lado do relógio, bunitinhu.



Nota 8

VELOCIDADE

Esse plano que estou usando é de 1Mbps. No meu primeiro teste, em casa, veio a decepção... não passou de 150kbps

Pesquisei no site da claro e vi que realmente na região da minha casa o 3G ainda tem cobertura parcial, então fiquei mais sossegado, pois não vou usar ele em casa, só quando estiver em cliente.

Chegando no cliente, que fica no Cambuci espetei o modem e pedi para conectar. De cara eu vi no medidor de sinal e ele estava bem baixo, mas beeeeeeem baixo. 

Ai pensei: "Esse prédio é uma caixa de concreto realmente (CTO do Itaú). Pode explodir uma bomba atômica aqui dentro que a radiação não sai :) "

E ai resolvi fazer o teste para ver a minha mais nova dialup

E o resultado foi 1.4Mbps :D

Acabo de descobrir que não importa o sinal e sim a cobertura da rede 3G aonde você está no momento.

Nota 8, por causa da cobertura parcial em casa :D

Avaliação final

Bom, fiquei muito satisfeito com o que vi e estou vendo. E os preços não estão de outro mundo não, pois segundo meu amigo Eri, aqui está bem mais barato que no Canadá.

Fica ai a dica, tem não tem acesso a internet em cliente, compre um 3G, que seus dias serão muito menos estressante, ou não :D

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Dia da humildade

Hoje é dia da humildade e gostaria de parabenizar a mim mesmo por eu ser o cara mais intelectual, inteligente, cheiroso, bonito e humilde que conheço.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Alunos estaduais terão aula sobre pirataria

Projeto-piloto conscientizará inicialmente 4.500 alunos de 15 escolas de tempo integral da capital

Combater a pirataria se aprende na escola. Com esse lema a Secretaria de Estado da Educação lança neste mês de outubro o projeto Escola Legal, que pretende alertar crianças e jovens do ensino fundamental da rede estadual a respeito do problema da pirataria.

O projeto-piloto, em parceria com a Câmara Americana do Comércio (Amcham), pretende, por meio de ações educativas, conscientizar a comunidade escolar sobre os problemas causados pela pirataria. Os professores da rede já estão sendo capacitados.

O projeto pretende atingir inicialmente cerca de 4.500 alunos de 15 escolas estaduais de tempo integral da capital (veja quadro abaixo) . A previsão é de que o Escola Legal seja ampliado para as demais 480 escolas de tempo integral ao longo de 2009.

"Por intermédio de palestras e da exposição de exemplos práticos o projeto irá fornecer embasamento para que o professor trabalhe temas como pirataria e propriedade intelectual em sala de aula", afirma a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro.

Temas como ética, valores, pensamento coletivo e os impactos que a pirataria traz à sociedade devem ser amplamente discutidos e difundidos com os alunos da rede estadual.

Escolas participantes:

- Escola de Tempo Integral
- Professor Rômulo Pero
- Professor Narber Fontes
- Casimiro de Abreu
- Érico de Abreu Sodré
- Alfredo Bresser
- Brasílio Machado
- Professor Ceciliano José Ennes
- Alfredo Paulino
- Professor Vitor Oliva
- Professor Pedro Voss
- Professora Mildre Álvares Biaggi
- Professor Mario Casassanta
- Professora Brisabella Almeida Nobre
- Professor Carlos Pasquale

Interessante, agora vamos ver se a molecada vai levar isso a sério mesmo... eu dúvido que acabe totalmente, mas que vai melhorar, isso vai (será ?!).

Enviado por email pela Gabriela Mistral da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo - http://www.educacao.sp.gov.br