quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Libertas quae sera tamem


Como diriam os mineiros: "Liberdade, ainda que tardia"...

Não, não estava preso, não fiquei em coma, não sumi do mapa. Recebi inúmeras mensagens (uma, do Eri, marido da Flávia) perguntando se eu não daria notícias, se não atualizaria o blog e etc, mas eu estava arrumando uma pequena, como diria... CAGADA proveniente de terceiros e quartos.

Fui incumbido de implantar um projeto em um cliente que demoraria, segundo a pessoa (i)responsável por fazer os cronogramas, 5 dias. Pensei comigo "Ótimo, dindin fácil". Caí do cavalo.

Vou deixar para vocês tirarem a conclusão ok ?

O que vocês acham de um projeto de considerada complexidade, sendo que o levantamento do que o cliente precisava foi feito por uma pessoa, o desenvolvimento foi feito por outra e a implantação por uma terceira (EU) ?

Mas o mais grave foi o desenvolvimento não ter sido feito no ambiente do cliente, pois tive que alterar MUITA coisa do tipo, acesso a banco de dados, chamadas a scripts e o não entendimento do que o cliente queria realmente.

Tive que refazer 80% do que havia sido desenvolvido e o que era para ser trabalho de 5 dias, se transformou em 23 dias de stress até o ultimo fio de cabelo.

Não sei porque, mas todo projeto de um certo gerente que eu recebo, acaba se tornando um parto.... acho que vou fazer PMI para tomar o lugar dele e é claro o salário também :LOL:

Estarei aos poucos escrevendo novamente aqui, para meus fieis leitores :D

2 comentários:

Eri Ramos Bastos disse...

Faz isso não:

http://piadasepiadas.com.br/matematica-do-dinheiro-e-da-inteligencia

Flá disse...

Vc escreveu meu nome só pra deixar bem claro que eu nem sequer perguntei de você, ne? Muito feio!
hahahahah
Olha, essa coisa de pegar uns trabalhos extras só dá dor de cabeça mesmo. No fim, dinheiro que é bom.....