quinta-feira, 20 de março de 2008

Os 10 jovens e seus feitos criminosos que fizeram história na internet

Heróis para alguns, bandidos para a maioria, os crackers fazem história na Web. Confira nas páginas a seguir uma seleção dos 10 piores crackers de todos os tempos.


1. Kevin Mitnick
Um dos mais famosos hackers de todos os tempos, Mitnick chegou a roubar 20 mil números de cartões de crédito e assombrava o sistema telefônico dos EUA. Mitnick foi o primeiro hacker a entrar para a lista dos 10 criminosos mais procurados pelo FBI.

2. Adrian Lamo
Na lista de invasões do jovem hacker americano estão os sites da Microsoft, do Yahoo! e do jornal The New York Times.

3. Raphael Gray
O hacker britânico Raphael Gray, 19, foi condenado por roubar 23 mil números de cartões de crédito, entre eles um de Bill Gates.

4. Jonathan James
Preso aos 16 anos, o hacker invadiu uma das agências Departamento de Defesa americano responsável por reduzir a ameaça de armas nucleares, biológicas e químicas. Lá, o jovem instalou um backdoor para roubar senhas de empregados da agência.

5. Jon Lech Johansen
Conhecido como DVD Jon, o hacker norueguês ganhou fama após burlar os sistemas de proteção dos DVDs comerciais. Tais códigos são usados pela indústria cinematográfica para impedir que o conteúdo seja reproduzido em áreas diferentes das de venda.

6. Vladimir Levin
O criminoso russo liderou uma gangue que invadiu computadores do Citibank e desviou US$ 10 milhões, em 1994. Foi preso em Londres um ano depois.


7. Onel de Guzman
Com apenas 23 anos, o filipino Onel de Guzman causou um prejuízo de US$ 10 bilhões com seu vírus "I Love You", que atingiu sistemas de e-mail no mundo todo.

8. Kevin Poulsen
Kevin Poulsen ganhou um Porche em um concurso realizado por uma rádio americana. O 102º ouvinte que telefonasse para a emissora, levava o carro. Poulsen invadiu a central.

9. Robert Morris
O americano, filho do cientista chefe do Centro Nacional de Segurança Computacional dos EUA, espalhou o primeiro worm que infectou milhões de computadores e fez grande parte da Internet entrar em colapso, em 1988.

10. David Smith
Com o vírus Melissa, o programador conseguiu derrubar servidores de grandes empresas, como Intel, Lucent e Microsoft. Em 2002, o hacker foi condenado a 22 meses de prisão.

Fonte: recebido por email

Um comentário:

eug disse...

Não acho que o DVD John seja do mal.
DRM é que é do mal.