quinta-feira, 30 de agosto de 2007

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Telefônica é proibida de exigir provedor de internet


A Telefônica está proibida de exigir que os usuários do serviço de banda larga — Speedy, de todo o estado de São Paulo, contratem paralelamente um provedor de acesso como UOL, Terra e iG. A determinação é do juiz Marcelo Freiberger Zandavali, da 3ª Vara Federal de Bauru. A empresa vai recorrer.

A ação foi proposta pelo Ministério Público Federal, que considerou a exigência do provedor “como venda de serviço em operação casada”. Para Zandavali, o MPF conseguiu comprovar a prática de "venda casada", vetada pelo Código de Defesa do Consumidor.

A empresa tem, agora, prazo de 30 dias para comunicar a desobrigação aos seus assinantes. Além disso, terá de ressarcir os gastos que os clientes tiveram com provedor, acrescidos de juros e correção monetária, a partir de setembro de 2003. Caso a empresa não cumpra a determinação, deverá pagar multa de R$ 36 milhões relativa ao primeiro mês de desobediência e R$ 1,2 milhão por dia que exceder ao período inicial.

Na ação, a Telefônica alegou que, como empresa de prestação de serviços de comunicação, não pode atuar como provedor e que os equipamentos de conexão exigiam a presença desse agregado. Mas o procurador Pedro Antônio de Oliveira Machado provou que o sistema funciona sem a participação do provedor e, em 2002, conseguiu a primeira liminar que obrigava a empresa a dispensar a exigência.

De acordo com o processo, em 2003, a Telefônica adquiriu tecnologia que possibilita a utilização da banda larga sem a necessidade dos provedores de conteúdo. A medida foi autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Insatisfeita, a empresa recorreu e o Tribunal Regional Federal da 3ª Região reformou a sentença. Na decisão, os desembargadores autorizaram a Telefônica a cobrar R$ 54 de adicional à assinatura do Speedy. Ironicamente, esse valor supera o preço do provedor.

Por meio de sua assessoria de impressa, a Telefônica informou que cumpre a regulamentação em vigor, estabelecida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A Anatel não permite a concessionárias de telefonia a prestação de serviços de valor adicionado, como é o caso do acesso à internet.

A questão é: Como e com quem entrar em contato para receber essa grana ??

Fonte: Revista Consultor Jurídico - http://conjur.estadao.com.br/static/text/58964,1

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Garfield - para rir um pouco !!



Esse Garfield é uma piada !

Universidades paulistas lançam portal de e-books

O Consórcio Cruesp Bibliotecas, mantido pelo Conselho de Reitores das Universidades Estaduais de São Paulo e que reúne os gerenciadores dos três sistemas de bibliotecas, da Universidade de São Paulo, da Universidade Estadual Paulista e da Universidade Estadual de Campinas, lançou, nesta quarta-feira (22/8), em cerimônia no auditório da Biblioteca Central da Unicamp, o Portal E-books.

A plataforma estréia com um acervo de 188 mil livros eletrônicos adquiridos com apoio da FAPESP no âmbito do programa FAP-Livros. Calcula-se que cerca de 250 mil usuários das três instituições de ensino e pesquisa, entre docentes, pesquisadores, alunos e funcionários, serão beneficiados.

As obras estão divididas em sete coleções e englobam todas as áreas do conhecimento, desde física, química e biologia até medicina, educação, música ou administração, passando pelas engenharias e ciências ambientais e sociais. O acervo inclui ainda obras raras da coleção Eighteenth Century Collections Online, que conta com títulos do século 18 da Biblioteca Britânica, incluindo mapas e manuscritos.

Matéria completa em: http://www.agencia.fapesp.br/boletim_dentro.php?id=7640

Fonte: Agência Fapesp e Underlinux

terça-feira, 21 de agosto de 2007

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

A vida na visão de Homer Simpson


SOBRE AS MULHERES

‘Vocês sabem, meninos, uma mulher é muito parecida com um reator nuclear. Você só precisa ler o manual de instruções e apertar os botões certos’
Episódio: Definindo Homer

‘Filho, uma mulher é parecida com… [olha ao redor na cozinha] uma geladeira! Elas têm quase 1,90 m e uns 130 kg! Elas fazem gelo e… hum… [encontra uma lata de cerveja na geladeira]. Não, espere um minuto! Na verdade, mulher é mais como uma cerveja. Elas cheiram bem, são bonitas e você pisaria na sua própria mãe para conseguir uma! [Bebe a cerveja.] E você não consegue parar com uma só!
Você sempre quer beber outra mulher!’
Episódio: O Novo Vizinho

‘Eu vou voltar para casa com o maior presente que um marido pode dar a sua mulher: uma anulação do seu casamento com sua outra esposa!’
Episódio: Briga em Família

Homer 5


SOBRE ENCHER A CARA

‘Você precisa estar sóbrio para pilotar um avião. Quero dizer, não é como dirigir um carro!’
Episódio: Dias de Vinhos e Rosas

‘Filho, quado você participa de um evento esportivo, não importa se você ganha ou perde. O que importa é ficar bêbado!’
Episódio: Ganha um Elefante

‘[Bêbado] O problema com a minha família é que há cinco de nós… [Contando nos dedos] Marge, Bart, a garota-Bart, aquela que não fala e aquele gordão. Oh, eu odeio o gordão!!!’
Episódio: Briga em Família

Homer 7

SOBRE AS PESSOAS

‘As pessoas inventam estatísticas para provar qualquer coisa. 40% das pessoas sabem disso.’
Episódio: Homer, o Vigilante

‘Por que coisas que acontecem com gente idiota sempre acontecem comigo?’
Episódio: Pare ou Meu Cachorro Atira

Homer 1

SOBRE ARMAS

‘Se uma arma pode proteger algo importante como um bar, então já serve para proteger minha família!’
Episódio: A Família Cartucho

‘Um revólver não é uma arma, Marge. É uma ferramenta. Como uma faca de açougueiro, ou um arpão, ou… ou um crocodilo’
Episódio: A Família Cartucho

Homer

SOBRE A FAMÍLIA

‘Oh meu Deus, alienígenas espaciais! Não me comam! Eu tenho uma mulher e filhos! Comam eles!’
Episódio: Especial Os Simpsons Dia das Bruxas VII

‘Vejo que essa casa está desmoronando sem a minha presença, então essa é a nova ordem das coisas. Bart, você é o homem da casa. Lisa, estou promovendo você a menino. Maggie agora é a filha inteligente. A torradeira pode substituir a Maggie. E, Marge, você é uma consultora’
Episódio: Dias de Vinhos e Rosas

‘Meu pai nunca acreditou em mim! Eu não vou cometer esse mesmo erro. De agora em diante, vou ser mais gentil com meu filho e mais malvado com meu pai’
Episódio: O Craque É Bart

Homer 3

SOBRE A TELEVISÃO

‘Quando é que eu vou aprender? As respostas para os problemas da vida não estão em uma garrafa de cerveja… Estão na televisão!’
Episódio: Problemas em Casa

Homer 9

SOBRE O TRABALHO

‘Marge, lembre-se, se algo der errado na usina, culpe o cara que não sabe falar inglês!’
Episódio: Marge Arranja um Emprego

‘Lisa, se você não gosta do seu emprego, você não faz uma greve! Você vai lá todo dia e faz seu trabalho malfeito! Esse é o ‘Jeito Americano’!’
Episódio: A Associação de Pais e Mestres Debanda

‘Acho que Smithers me contratou por causa das minhas habilidades motivacionais. Todo mundo diz que tem de trabalhar muito mais quando eu estou por perto!’
Episódio: O Substituto

Homer 4

SOBRE A IMPORTÂNCIA DE APRENDER

‘Desde quando educação me faz sentir mais inteligente? Toda vez que eu aprendo alguma coisa nova, alguma coisa velha é expulsa do meu cérebro. Lembra quando eu fiz aquele curso de vinhos e esqueci como dirigir?’[Resposta da Marge: ‘Mas isso é porque você ficou bêbado!’]
Episódio: Os Segredos de um Casamento Bem-Sucedido

‘Ah, finalmente um pouco de sossego para eu poder ler meus favoritos… Hum… ‘Amendoins com mel. Ingredientes: sal, agentes químicos sabor mel, sobras de amendoim prensadas…’
Episódio: Os Escoteiros da Vizinhança

‘Uma biblioteca vendendo livros? Se eu não os queria de graça, por que eu pagaria por eles?’
Episódio: Marge Agridoce

Homer

SOBRE ARREPENDIMENTO

‘Eu cometi um erro grave e Lenny me mandou para casa para pensar no que fiz. Mas eu não lembro o que era, então estou vendo TV.’
Episódio: Lisa e o Velhote

‘Eu nunca peço desculpas, Lisa. Sinto muito, mas é assim que eu sou…’
Episódio: Embate de Titãs

Homer 6

SOBRE O VALOR DO ESFORÇO

‘Se algo é difícil de fazer, então não vale a pena ser feito!’
Episódio:O Show de Otto

‘Filhos, vocês tentaram, deram o seu melhor, e falharam miseravelmente. A lição é: nunca tentem’
Episódio: O Herdeiro do Sr. Burns

‘Não sei, Marge… Tentar é o primeiro passo rumo ao fracasso’
Episódio: Propriedade Indesejada

Homer

SOBRE O DINHEIRO

‘Ah, eu tenho três filhos e nenhum dinheiro. Por que eu não posso ter nenhum filho e três dinheiros?’
Episódio: Crook and Ladder

‘Bart! Com 10 mil dólares, seremos milionários! A gente poderia comprar várias coisas úteis… Tipo amor!’
Episódio: Bart Ganha um Elefante

‘Bem, o Sr. Burns pode ter todo o dinheiro do mundo, mas tem uma coisa que ele não pode comprar…Um dinossauro!’
Episódio: Cão de Morte

Homer 8

SOBRE ENVELHECER

Sabe, Marge, envelhecer é uma coisa terrível. Acho que o dia mais triste da minha vida foi quando percebi que poderia derrotar meu pai em quase tudo. E Bart passou por isso aos 4 anos!’
Episódio: Lisa Tristonha

Fonte: 1/2 recebido de alguém

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

IE6/IE7: crash com uma linha de codigo !


Você quer travar o IE 6 e 7 com apenas uma linha de codigo?

Então vai lá crie um arquivo em .html com o seguinte conteúdo:

<style>*{position:relative}</style><table><input></table>



Agora tente abrir o arquivo que você criou no IE6 ou 7…

O bug foi descoberto por um blogger japonês, segundo o artigo o problema ocorre em determinandas situações aonde se usa um asterisco no meio do codigo css, juntamente com 5 tag’s html.

O codigo funciona perfeitamente no Firefox e no Safari.

http://d.hatena.ne.jp/Hamachiya2/20070804/browser_crasher

Fonte: Best Linux / Underlinux

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

A Microsoft é irrelevante, afirma Linus Torvalds



Quem afirma, em entrevista exclusiva ao COMPUTERWORLD, é Linus Torvalds, "criador do Linux" e do conceito do código aberto, que revolucionou a indústria do software.

O finlandês Linus Torvalds tinha apenas 22 anos quando, em 1991, decidiu compartilhar com amigos e programadores o sistema operacional que havia criado: o Linux. Aquele estudante de ciência da computação da Universidade de Helsinque não imaginava a reviravolta que aquela decisão iria deslanchar no mundo da TI. Nesta entrevista exclusiva feita por e-mail, o guru da comunidade do Software Livre revela as razões que o levaram a abrir seu código-fonte, afirma que a Microsoft é irrelevante e que o futuro pertence ao Código Aberto.

sábado, 11 de agosto de 2007

Linux legaliza maquinas de bingo

As máquinas de bingo e video-poker apreendidas pela Receita Federal no Estado do Rio de Janeiro estão sendo transformadas em computadores de be baixo custo para utilização em projetos sociais.

Reaproveitando-se o hardware original das maquinas - que inclui placa-mãe, monitor e fonte - e utilizando Linux como sistema operacional na reinstalação das máquinas, além de adaptar mouse e teclado ao gabinete, o projeto, coordenado pelo Prof. Marcos Paulo Monteiro, consegue gastar apenas R$ 60,00 por máquina, já pronta para acesso à Internet.

O hardware dessas máquinas consiste em monitor é de 17” tela plana, processador Intel Celeron 2,16 GHz e 64MB de memória.

A distribuição das máquinas ficará a cargo do secretário de Ciência e Tecnologia do Rio e esse é o perigo !

Fonte: WNews

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Papos - Luis Fernando Verissímo


Preso no aeroporto de Curitiba, me vi obrigado a comprar um livro para passar o tempo. E como estou de saco cheio de livros e revistas técnicas, comprei o livro "Comédias para se ler na escola", uma seleção de contos escritos por Luis Fernando Verissímo.

Uma leitura muito engraçada e muito boa.

Abaixo um dos contos contidos no livro.

"PAPOS"

- Me disseram...
- Disseram-me.
- Hein?
- O correto e "disseram-me". Não "me disseram".
- Eu falo como quero. E te digo mais... Ou é "digo-te"? - O quê?
- Digo-te que você...
- O "te" e o "você" não combinam.
- Lhe digo?
- Também não. O que você ia me dizer?
- Que você está sendo grosseiro, pedante e chato. E que eu vou te partir a
cara. Lhe partir a cara. Partir a sua cara. Como é que se diz?
- Partir-te a cara.
- Pois é. Parti-la hei de, se você não parar de me corrigir. Ou corrigir-me.
- É para o seu bem.
- Dispenso as suas correções. Vê se esquece-me. Falo como bem entender.
Mais uma correção e eu...
- O quê?
- O mato.
- Que mato?
- Mato-o. Mato-lhe. Mato você. Matar-lhe-ei-te. Ouviu bem?
- Pois esqueça-o e pára-te. Pronome no lugar certo e elitismo!
- Se você prefere falar errado...
- Falo como todo mundo fala. O importante é me entenderem. Ou
entenderem-me?
- No caso... não sei.
- Ah, não sabe? Não o sabes? Sabes-lo não?
- Esquece.- Não. Como "esquece"? Você prefere falar errado? E o certo é "esquece" ou
"esqueça"? Ilumine-me. Me diga. Ensines-lo-me, vamos.
- Depende.
- Depende. Perfeito. Não o sabes. Ensinar-me-lo-ias se o soubesses, mas não
sabes-o.
- Está bem, está bem. Desculpe. Fale como quiser.
- Agradeço-lhe a permissão para falar errado que mas dás. Mas não posso
mais dizer-lo-te o que dizer-te-ia.
- Por que?
- Porque, com todo este papo, esqueci-lo.

Compre o livro aqui
Ou baixem aqui :D

Livro recomendado pelo Ceguinho.

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

"Não use consoles de videogames", diz Stallman

Mais uma vez o sr. Richard "sou maluco" Stallman resolveu abrir a boca para falar besteira (como sempre).

A besteira da vez agora é sobre video-games.

Abaixo a entrevista que ele deu ao site Groklaw e publicada no Meiobit. Será que o gravador do cara era GPL ??

Sabe aquele Wii que você está babando pra comprar, o XBox 360 pra jogar Halo 3, o lindo PSP? Eles são maléficos. Segundo Richard Stallman, o Michael Moore do movimento Open Source você não deve comprar ou jogar em consoles.

Groklaw: Uma última pergunta. Estamos vendo mais e mais equipamentos, e estou pensando especificamente em consoles de games - Eu sei que meus filhos têm um em casa - onde não há --

Stallman: Eu não teria. Você tem que aprender a dizer não para seus filhos.

Groklaw: É verdade, é verdade, não vou negar isso. Agora, não há Software Livre para equipamentos assim [Correção: : Yellow Dog suporta alguns consoles].

Stallman: É por isso que não há nenhuma forma ética que você possa usá-lo [o console], e você não deveria possuir um.

Groklaw: OK, eu acho que vou levar as crianças para andar de bicicleta mais vezes.

Stallman: Seria muito melhor para eles.

Ou seja: Seu console não é Open, então não é livre, então você não deve usá-lo. Dori, jogue aquele Gamecube fora. Vamos todos fazer uma grande fogueira e queimar os PS2 também. E nem pense em não entregar aquele Nintendo DS, senhor. Estamos aqui para garantir a sua liberdade, mesmo que tenhamos que arrancar o videogame de seus filhos.

Devo jogar fora meu celular também? Ele não é Livre... Se precisar colocar um marcapasso, o Stallman vai exigir um que rode Free Open Source Software?

O problema do descontrolado do Stallman é que ele quer atrair pra seu atoleiro tudo que é projeto, e sobra para gente que não tem nada a ver com isso, como o Linux, o Apache, o Firefox. Esse extremismo já está se tornando contraproducente, e se a Free Software Foundation não repensar sua posição, colocando esse Talibã para escanteio, vão se tornar irrelevantes, coisa que não eram até a GPL 2, conseguindo inclusive vitórias legais em casos de violação da licença.

É uma pena, para quem leu obras-primas sobre Open Source como A Catedral e o Bazar, de Eric Raymond, ter que ler essas manisfestações xiitas do Stallman. Contra o Raymond a Microsoft e Cia não podem dizer um "a", já contra o Stallman, ele se derruba sozinho. O problema é que leva todo o resto junto.

Acha que não? A IBM é, sem dúvida, a maior empresa envolvida com Linux e Open Source, literalmente abrigando o Apache debaixo de suas asas. Só que Steve Mills, Gerente Geral para Software, na IBM, avisou que a empresa não usa a GPL por causa de suas restrições, e alertou para um possível fork do Linux. Parabéns, Stallman. A casa agradece. E a casa fica em Redmond...


Lendo essa matéria no meiobit, só fortalece a minha opinião sobre o sr. Stallman: Um babaca que está levando o FS a sério até demais. E isso está sendo prejudicial a todos nós que trabalhamos com SL, porque por ele ser o "PAI" da GPL, todos acabam pensando que a opinião dele é compartilhada por todos.

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Sete pecados do software livre - Segundo o Yahoo!


O site Yahoo! Tecnologia fez uma "avaliação" em que o software livre fica devendo para um software comercial. Abaixo colocarei o que eles acham e o que EU acho. Espero comentários de todos.

Yahoo!: Custo: pode parecer difícil competir com algo que muitas vezes é grátis, mas é preciso lembrar de que o software livre continua tendo custos de suporte e treinamento – este último freqüentemente mais caro do que no mundo dos programas proprietários, já que a maioria dos profissionais já está acostumada a eles e precisa reaprender uma série de atividades nos programas abertos.

JCM: Concordo com eles quando falam sobre custos de suporte. Afinal, a maioria das empresas que desenvolvem softwares livres, tiram a sua receita do suporte oferecido e não da compra do software + suporte. Mas se colocarmos na balança, com certeza veremos que o custo com suporte até o aprendizado do nosso software será bem menor do que se fosse preciso renovar a licença de um software anualmente. Quanto a custo do treinamento, um exemplo de que isso não é a realidade é a comparação do custo de um curso na Impacta de OpenOffice e de Office 2007.

Modulo II de excel e word:


E apenas o curso de Calc (excel do openoffice):


Não existe nem comparação de custos concordam ?

Y: Interface: não estamos falando de beleza, mas de facilidade de uso. Embora existam exceções, muitos programas abertos são construídos de acordo com a lógica dos programadores envolvidos, o que pode não fazer sentido nenhum para o usuário. Em outras palavras, são difíceis para uma pessoa comum usar simplesmente porque não foram feitos para ela, mas para outros programadores.

JCM: Isso no meu modo de ver é uma meia verdade. Porque na grande maioria das vezes as interfaes dos programas são baseados nas inferfaces dos softwares que já existem. Se voce pegar por exemplo o Openoffice, DIA (ferramenta de diagramação), Planner, eles são praticamente idênticos, mas tenho que concordar que realmente existem programas que os caras viajam muito no layout.

Y: Documentação: programadores gostam de programar, não de escrever manuais. Sem uma área dedicada ou a obrigação de fazê-la, por que dedicar tempo a produzir ou manter atualizados os guias de seus softwares? Pior: mesmo quando a documentação existe, é escrita para quem já conhece a tecnologia a fundo. Assim como a interface, acaba excluindo o usuário comum.

JCM: Essa eu discordo totalmente !! Todo tipo de documentação que precisei de software livre eu encontrei na internet. Estou para ver comunidade mais unida para ajudar um usuário do que a comunidade de software livre. É apenas uma questão de saber procurar no Google e não falar uma besteira gigantesca como essa :-D.

Y: Restrições contratuais: embora uma das virtudes do software livre seja a possibilidade de qualquer um modificá-lo, quando se compra um pacote open source ou contrata uma empresa para dar suporte a determinado programa, umas das condições do contrato é que você não altere nada no código, para não inviabilizar o suporte. Ou seja: no final, é praticamente um retorno ao modelo fechado.

JCM: Essa discordo novamente. Como vou dar suporte em uma modificação no software que nao fui eu quem fiz ? Ainda não temos o poder de vidência para adivinhas as cacas que o "programador" fez.

Y: Estímulo: as associações de produtores de software fechado adoram defender este ponto: sem a possibilidade de proteger seu trabalho intelectual para lucrar com ele, há pouco estímulo para empresas e programadores independentes (exceto no meio acadêmico) dedicarem esforços ao software. Os bilionários da indústria de software nunca teriam chegado lá se tudo o que criaram fosse aberto.

JCM: Realmente, não existe quase nenhum tipo de estímulo e tudo é feito com a intenção de se cobrar o suporte do software ou até mesmo por satisfação pessoal. Não conheço ninguem que tenha ficado rico com venda/suporte de software livre. Uma Pena.

Y: Organização: dizem que a imagem de centenas de programadores espalhados pelo mundo, colaborando espontaneamente com um projeto, não passa de um mito. Os projetos open source bem sucedidos seriam aqueles em que há um pequeno núcleo de pessoas coordenando o projeto, ainda que apoiados por uma comunidade maior. Quando vira anarquia, a evolução do programa se torna lenta ou simplesmente pára.

JCM: Anarquia ??? Lenta ??? Será que ele já parou para ler alguma coisa sobre o desenvolvimento do Linux em si e até mesmo,por exemplo do Firefox ? Um BUG da versão 2.0.0.5 foi encontrado no Firefox na quinta-feira passada, segunda feira já existia atualização desse software. Quem escreveu esse texto esta bem doido.

Y: Abertura: o modelo sem compromissos comerciais permite que se criem novos recursos indefinidamente, muitas vezes em detrimento do aperfeiçoamento do que já existe e sem preocupação com datas de entrega. Em longo prazo isso pode ser bom, mas para quem está esperando um novo release mais estável de um programa, é complicado não ter nem de quem cobrar um cronograma.

JCM: Realmente não ter cronograma da entrega de uma nova versão é complicada por diversos fatores: segurança, bugs, facilidades e etc. Mas nem todos são assim, um exemplo disso é a distribuição Fedora, que sempre lança um cronograma das suas novas versões e as atualizações, quase toda semana tem algo relevante para se atualizar.

Fontes: http://br.tecnologia.yahoo.com/070801/54/1mvim.html

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Win-get: Clone do apt-get


Isso mesmo que voce está pensando: APT-GET para windows !!

Os usuários do Pingüim conhecem o famigerado comando "apt-get", para instalação de softwares via linha de comando. Pois agora os fãs do Windows podem usar a linha de comando para instalar e atualizar seus aplicativos. Conheçam o Win-Get.

Com comandos simples, identicos ao do linux e uma lista de aplicativos freeware considerável (inclusive games!), ficou muito mais fácil instalar, por exemplo, o Firefox. Digitando "win-get install firefox" na linha de comando ele irá baixar a última versão, instalar no modo default e apagar o arquivo de instalação, de forma silenciosa e elegante.

Muito melhor e mais rápido que ficar dando meia dúzia de cliques e procurando atualizações na Internet.

Testei e funciona!

Mais informacoes:
http://windows-get.sourceforge.net/support.php
http://windows-get.sourceforge.net/listapps.php

Fonte: OVelho e LifeHacker