sexta-feira, 20 de julho de 2007

Transformers - O sonho de qualquer garoto dos anos 80


Que garoto que viveu intensamente os anos 80 e nunca brincou com um Transformer ??

Eu mesmo tinha vários, Optimus Prime, Bumblebee - fusquinha amarelo, Jazz - uma Porshe branca e etc.

Tive a oportunidade de assistir o filme aqui em Curitiba e digo que voltei a ter 8 anos ao ver todos meus brinquedos na telona, toda aquela magia que tinha no desenho que passava nas manhãs na Xuxa.

O filme conseguiu mesclar algumas coisas que você raramente vê em um filme sendo usado na dosagem certa ultimamente:

Ação intensa, um toque de comédia, efeitos especiais, carros e um bom roteiro

Para quem é fã da série,é um prato cheio para se deliciar com todas as transformações, brigas, corridas, etc. Até o barulho da transformação de veiculos para robos é o mesmo do desenho (lógico que como as suas mudanças naturais de qualidade de som e etc) .

Para quem não é fã, também é um prato cheio para se aproveitar todos os momentos do filme e se tornar um fã da série.

Fiquei feliz em ver conseguiram fazer um filme bom de uma série animada em que eu era fã quando criança e depois de tanto tempo, me contentando apenas com os gibs lançados, pude novamente ouvir Optimus Prime falar:

"Autobots, avançar !! "

Não perca seu tempo e assista o quanto antes a batalha atrás do Allspark entre os Autobots e os Decepticons.

Optimus Prime original:


Bumblebee original:


Jazz original:



Filme altamente recomendado pelo Ceguinho Movie Academy

segunda-feira, 16 de julho de 2007

Uma questão de higiene


Vou sair um pouco da área técnica e postar um tópico que me veio à cabeça depois de um lançamento de torpedo que fiz no banheiro da empresa que estou trabalhando em Curitiba.

Depois de ter terminado a "obra" e saído da base de lançamento, como de costume, lavei as mãos com água, sabão e sequei as mãos em um sistema que você apenas encosta a mão no papel que irá usar, não encostando no plástico do equipamento em questão.

Pois bem, tudo bem limpo e seco e quando vou sair do banheiro, entra um cidadão na minha frente, que também estava fazendo um lançamento e abre a porta, sem lavar as mãos. (blagh !!)

O porco, deu uma cagada, se limpou (eu acho) e saiu do banheiro sem ao menos jogar uma água nas mãos !!!! E fiquei pensando como abrir a porta com a minha mão limpa, sendo que o cagão acabou de pegar na maçaneta sem lavar as mãos. Esperei alguém entrar no banheiro e sai, sem pegar na merda do cara.

Para resolver isso, acho de as portas de banheiros coletivos deveriam abrir ao contrario. Como ? Eu explico:

Porta atual:

Porta nova:


Acho que isso não resolveria o problema do cagão em lavar a mão, mas com certeza voce não ficará pensando se aquele advogado da empresa que voce trabalha que acabou de sair do banheiro e destruiu o recinto lavou a mão ou não antes de apertar a sua mão.

Vai venô!!!

domingo, 15 de julho de 2007

OLPC e Intel anunciam acordo conjunto para laptops educacionais


Mais um acordo envolvendo o OLPC e uma grande empresa. Mas porque será que com tanto apoio, o projeto não de cola de vez ?

Mas temos recebido notícias que aonde o OLPC é implantado, a experiência está sendo muito bem sucedida. Um exemplo disso é na Austrália.

http://blog.genyes.com/index.php/2007/07/13/one-to-one-laptops-is-hard-right/

Mas vamos a notícia em questão:

A Intel e a organização One Laptop per Child anunciaram nesta sexta-feira (13/07) que fecharam acordo para explorar o mercado de notebooks educacionais juntas.

Segundo o anúncio divulgado pela fabricante de semicondutores, a Intel fará parte do conselho da organização criada e gerenciada pelo pesquisador Nicholas Negroponte.

"A colaboração com a Intel significa que um número máximo de crianças com laptops será atingido", afirmou Negroponte no anúncio, que não detalhou outros comprometimentos entre as organizações.

"Esta é uma notícia maravilhosa para as crianças da América Latina e de todos os países emergentes do mundo. Ambas as organizações vêm desenvolvendo tecnologias e modelos educacionais para trazer a computação à sala de aula", afirmou Ricardo Carreon, diretor-geral da Intel para América Latina, em seu blog.

Criada no final de 2005 com o objetivo de levar notebooks educacionais a estudantes de países em desenvolvimento, a OLPC teve suporte de empresas como Red Hat, AMD e Google para criar um portátil, chamado de XO, avaliado em 175 dólares.

Quatro meses, em visita ao Brasil, o presidente da Intel, Paul Otellini, apresentou um projeto similar da empresa, chamado inicialmente de Edu-Wise.

O notebook educacional da companhia foi renomeado para ClassMate PC e tem preço inicial sugerido de 400 dólares. A companhia anunciou em dezembro de 2006 a fabricação local dos portáteis pela Positivo e pela CCE.

Ambos os equipamentos, junto ao Mobilis, da indiana Encore, estão sendo consideradas pelo Governo Federal para equiparar alunos do ensino fundamental de colégios públicos brasileiros a partir de 2008.

Fonte: IDGNow

domingo, 1 de julho de 2007

GNU General Public License - Nova versão


Desde 1991 sem nenhuma alterção, finalmente foi lançada a terceira versão da licença GNU GPL.

Ela foi lançada oficialmente dia 29 de Junho e vamos ver como será receptividade à GPLv3 entre os membros da comunidade open source, se eles vão migrar seus produtos da versão anterior ou se continuarão com a versão 2.

Uma das novidades da versão 3 é a compatibilidade com a versão 2.0 da licença Apache Software License, que facilita o empacotamento de aplicações com o servidor.

Além disso, a licença prevê que softwares licenciados pela GPLv3 não podem ser usados em dispositivos que limitem a liberdade de escolha do usuário. Na prática, o objetivo é garantir que o usuário sempre possa ter acesso ao código para alterá-lo, fazendo adaptações e melhorias, o que na minha opinião é uma tremenda baboseira do Sr. Richard Stallman, que leva como filosofia de vida o segunte:

Se o papel higiênico que ele usa, não conter o código fonte, ele limpa a bunda com os dedos.

Mas com certeza o que vai dar o que falar é a inclusão de texto para acomodar o controverso acordo de licenças cruzadas da Microsoft com a Novell, pelo qual a empresa que distribui o SUSE Linux concordou em pagar porcentuais de receitas à empresa de Bill Gates para proteger seus clientes de potencias processos por patentes ligadas ao Linux.

O texto da GPLv3 diz que empresas que “façam acordos de patente discriminatórios [...] não podem licenciar softwares sob a GPLv3”. O documento também afirma, contudo, que “a Novell não está proibida de distribuir seu software porque o acordo de proteção de patente que fez com a Microsoft em novembro pode ser usado contra a Microsoft em benefício da comunidade”.

Para incentivar a migração, a GNU lança nesta sexta-feira mais de 15 programas sob a nova licença. Apesar do lançamento da nova edição, os desenvolvedores têm a liberdade de continuar a usar a GPLv2 por quanto tempo quiserem.

A nova versão do da licensa já pode ser obtida no site: http://www.gnu.org/licenses/gpl.html

Vamos ver o barulho dela daqui para frente...